Adorar De Dar Dó

Queria ser quem tu adoras
Pois o adorador adorado por quem adora
Adornado de amor, sentimento duradouro
Dorme durante o dia num descanso dourado
Deita de braço dado
Doido dobrado
Duzentos beijos cadenciados

Duplo sentido desperta à madrugada
Dentro de cada um que adora
Endurece, torna febril como se estivesse doente
Demasiado quente
Dente com dente
Beijos pendentes
Pele agraciada

Te adoro como ninguém
Mas há gente demais no mundo
Generalizo de novo pelo meu bem
Te adoro mais que todos
Desde o dentista até o soldador de toldos
O eletricista te olha desejoso
Te desejo em dobro

Me adore
Das dores a de menos
Dentre tantas pessoas, sou a quase sem medos
O medo é de adoecer e delirar
Delírio diário
Parar na clínica para desequilibrados
Um mundo isolado
Sem que dances colado a mim depois do jantar

Adoração nada doentia
Saudável à noite, de dia
Madrugada da vida
Dor deliciosa
Ter-te demais, só dormindo
Sonhando com dança
Tendo de ti nada, acordado na desilusão
Mas com desconfiança
Há esperança pra quem continua a te adorar, apesar de não haver mudanças?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s